Copyright © SEVER.PT |  All Rights Reserved by CREATINGHOTELS.COM

PATRIMÓNIO

 

 

O património rural do concelho, constituído por casas tradicionais, muros de pedra seca, fontes diversas, mas também as capelas e igrejas e os seus diferentes estilos arquitetónicos, são o registo do passar dos tempos e o reflexo de uma identidade muito própria.

Desde o Paleolítico que o homem deixa, nas terras de Marvão, testemunhos da sua presença, muitos deles expostos atualmente no Museu Municipal.

 

Lajes e penedos forneceram abundante material para os construtores de antas e menires do Neolítico. No vale a sul da escarpa do Castelo, as ruínas da cidade de Ammaia, sede de um município romano que se desenvolveu a partir do 1º século da nossa era, merece uma visita cuidada, quer às ruínas, quer ao seu museu.

MONUMENTOS

EDIFICIOS INUNDADOS DE MEMÓRIAS PASSADAS , REPLETOS DE SIMBOLISMO,

CULTURA E SENTIMENTO...

Percurso Pedestre dos Galegos

Convento de Nossa Senhora da Estrela

Convento Franciscano instituído em 1448, associado à memória de uma “aparição” da Virgem, foi construído no estilo gótico. Tem o portal encimado por uma janela barroca que ostenta os braços cruzados e a cruz, símbolo da ordem de S. Francisco. O Cruzeiro “manuelino” do século XVI é uma obra notável talhada em mármore, classificada como Monumento Nacional.

 

Fonte do Concelho

Construção do século XVIII, no largo fronteiro à Igreja do Espírito Santo.

 

Janela Manuelina

Num primeiro andar da Rua do Castelo, próximo da Igreja do Espírito Santo.

 

Porta Ogival

Uma das várias portas de construção medieval, da Rua Dr. Matos Magalhães.

 

Ponte quinhentista e Torre da Portagem

Remontando, provavelmente, a finais do século XVI, esta ponte em granito sobre o rio Sever deverá ter utilizado na sua construção pedras de uma antiga ponte romana que existia a montante. Nas imediações desta ponte encontra-se uma torre medieval, chamada da portagem por aí se cobrarem os direitos de portagem de mercadorias provenientes de ou com destino a Castela.

 

Cidade romana de Ammaia

A escassas centenas de metros de S. Salvador da Aramenha, encontram-se as ruínas da cidade de Ammaia, uma das mais importantes da antiga Lusitania. Trata-se do mais importante vestígio da época existente no norte alentejano.

As escavações empreendidas no local terão levado a constatar que, entre os séculos V e IX, um cataclismo soterrou a cidade com terras e pedras, o que terá permitido a sua preservação.

Castelo de Marvão

Monumento Nacional de núcleo medieval, com vestígios de fundações romanas, em que a maioria das edificações datam de 1226 e 1300, altura em que foi mandado reconstruir e ampliar, por D. Dinis, com a nova Torre de Menagem e novos lances de muralhas. Nos séculos XVI, XVII e XVIII foi de novo alterado e ampliado com baluartes, muralhas e fortins.

 

Igreja de Santa Maria

Museu Municipal Capela gótica do século XIII é já sede de paróquia em 1321, dependendo da Ordem do Hospital e, posteriormente, do Priorado do Crato da Ordem de Malta. No séc. XVI, com as obras de ampliação e remodelação, adquire um facies renascentista. É hoje Museu Municipal e alberga vestígios de muitos milénios de povoamento.

 

Igreja do Espírito Santo

Este templo esteve ligado, na época medieval, à primitiva Misericórdia. Na fachada, apresenta um portal renascentista encimado por um nicho com uma imagem de Nossa Senhora, em pedra. No interior apresenta uma só nave com púlpito, com um altar de talha.

 

Igreja de São Tiago

De primitiva traça gótica é sede de paróquia no século XIV, à semelhança da igreja de Santa Maria. O portal, simples, é encimado por uma cruz da Ordem de Malta. No interior conserva o espaço primitivo, de três naves onde o retábulo da capela mor, relativamente recente, substitui um antigo de talha.

 

Estação de combóios da Beirã

Foi inaugurada a 6 de Junho de 1880 e, mais tarde, foi dotada de um belo edifício adornado com painéis de azulejo ilustrando pontos de interesse do Norte Alentejo e do resto do país. Foi em torno da estação que se formou a vila da Beirã, sede de freguesia desde 1944.

 

Museu da Ammaia

Criado pela Fundação Ammaia e instalado no casario da Quinta do Deão, junto às ruínas, este museu encerra um espólio muito interessante de peças recolhidas nas escavações e merece uma visita demorada.

 

 

CONHEÇA OUTRAS ÁREAS DE INTERESSE

IMAGENS  CEDIDAS  PELA CAMÂRA MUNICIPAL DE MARVÃO

PATRIMÓNIO

O VALOR INEGÁVEL DE LOCAIS À ESPERA DE SEREM DESCOBERTOS...