Copyright © SEVER.PT |  All Rights Reserved by CREATINGHOTELS.COM

SEVER RIO HOTEL

A TRADIÇÃO DIGNA DE SEVER. UNICA DE SE VIVER

A importância colocada na pormenorização e otimização das áreas permitiu transformar uma unidade com áreas muito reduzidas em ambientes espaçosos, confortáveis e muito funcionais.

 

COMO?

Através de uma abordagem muito criativa que, através do design de mobiliário

e da combinação estratégica dos materiais e cores, conseguiu ser fiel ao princípio adotado:

 

(-) menos área para móveis = (+) área para o cliente = (>) sensação de espaço

 

Simples: afinal de contas os palácios não têm de ser grandes.

 

Constituído por 14 quartos, onde se respira um conceito de beleza, requinte e funcionalidade, o hotel conjuga conjuga na perfeição elementos correlacionados com a sua envolvência e história. Por isso mesmo, a sua nova imagem foi criada

a partirde uma recolha feita no local das flores que pintam em traços de sonho as margens do rio Sever.

 

 

Fruto de uma modernização implementada no final de 2011, pela CREATINGHOTELS.COM, o Sever Rio Hotel transformou a antiga pensão Sever, pertencente à família Garraio, num novo hotel de três estrelas. E assim se criou um novo nicho de conforto, tranquilidade, tradição e inovação – inserido no Parque Natural da Serra de São Mamede.

 

Pensado ao mais ínfimo pormenor, tendo sempre por base os princípios de funcionamento, já antigos, da unidade Garraio, o Sever Rio oferece graciosidade no acolhimento, qualidade e uma saudável irreverência no tratamento do cliente.

 

O novo hotel de Marvão apresenta uma decoração atual, confortável e muito acolhedora. A implantação do Hotel, à beira-rio, foi o mote para o desenvolvimento te mático do projeto, único, de design de interiores com um conceito que juntou quatro elementos fundamentais:

 

FLORES: o logótipo do hotel e o padrão do tecido decorativo resultaram de uma recolha feita no local.

 

ÁGUA: a cor turqueza atribuída ao tecido representa o elemento água em toda

a sua plenitude, e magia.

 

SERRA: a força, e todo o simbolismo, da camurça.

 

BRANCURA: o branco alentejano, representação límpida e impoluta de higiene.

CONHEÇA OUTRAS ÁREAS DE INTERESSE